Barcamp de Tradutores

Em meio a conversas informais entre colegas de profissão, durante um happy hour, surgiu o Barcamp. Se desmembrarmos as duas palavras “bar” e “camp“, poderíamos ter a provável tradução de “concentração em uma taberna”. Surrealista? Talvez não, se permitir que eu siga o meu impulso inconsciente, regresse à época medieval e visualize uma concentração de colegas em um ambiente simples, gostoso e regado a bate-papos descontraídos e comes e bebes. 

Criado a partir de uma ideia original de um grupo em Curitiba, o Barcamp já desembarcou em São Paulo, São Bernardo do Campo, Rio de Janeiro, Porto Alegre, Florianópolis, Recife e Maringá. E, assim como os tradutores, ele atravessou as fronteiras e, hoje, também é realizado no Uruguai.

 

Como são esses encontros? Onde eles ocorrem? Qual é a duração? Quem pode participar? Quer saber mais sobre o Barcamp? Bora lá!

 

Barcamps são encontros de linguistas: tradutores, intérpretes e outros profissionais como professores, escritores, revisores, etc. Qualquer pessoa que tenha o interesse em saber mais sobre o cenário tradutório pode participar dessas reuniões, durante as quais são discutidos diversos assuntos relacionados a essas duas áreas: mercado, marketing, captação de clientes, CAT Tools, etc.

Em algumas cidades, o encontro é mensal; em outras, bimestrais. Informações sobre as datas e os locais são sempre divulgadas em grupos dos Barcamps no Facebook, assim como os relatos das reuniões, que também são publicadas no site oficial idenTIdade.pro.

Os Barcamps são uma oportunidade ímpar para interagir pessoalmente com colegas, compartilhar as experiências, as alegrias e os percalços do dia a dia. Como tradutores, dedicamos parte considerável do nosso tempo na realização de projetos, fazendo com que nos tornemos solitários, tendo como companhia apenas o nosso computador/notebook. As oportunidades que temos para externar as nossas ideias são por meio das redes sociais ou em eventos. Além dessas opções, o contato continua a ser distante; os Barcamps nos possibilitam resgatar o convívio pessoal e dar voz aos nossos pensamentos.

Os encontros podem ser em formato de bate-papo, com discussões geradas pelo próprio grupo ou por meio de apresentações, realizadas pelos participantes. Porém, é necessário esclarecer que as reuniões são horizontais, ou seja, não há hierarquia. A organização é feita por alguns colegas voluntários, mas ela também é aberta à mudança. O intuito principal é estabelecer uma comunicação verdadeira, com a participação de todos, de forma clara e respeitosa.

Seja para um tradutor ou intérprete iniciante, ou até mesmo para um profissional com experiência, o Barcamp é um canal de comunicação de fácil acesso e extremamente eficiente e eficaz. Quer participar de um? Você pode obter mais informações sobre os encontros no site oficial idenTIdade.pro ou nas páginas dos Barcamps (algumas citadas abaixo), no Facebook. Você também pode organizar um Barcamp; acesse o site oficial e envie um e-mail aos organizadores. Não perca essa oportunidade de networking.

Barcamp de São Paulo

Barcamp de São Bernardo do Campo

Barcamp do Rio de Janeiro

Barcamp de Curitiba

Por Ligia Ribeiro

4 thoughts to “Barcamp de Tradutores”

    1. Oi, Geisa!
      Existem sim. Depois dos encontros, são feitos relatos que ficam disponibilizados no site idenTIdade.pro. São ótimos, o pessoal é super legal. Vale a pena! Abraços.

Gostaria de ler seu comentário sobre o post.