Cordel – O conto do tradutor

Envolto em seu pensamento,
avaliando cada momento,
o tradutor sabia que era preciso mais do que um alento
para o projeto terminar…
Buscas incessantes por termos, muitas vezes intrigantes,
que acabavam fazendo a dúvida aflorar.
Uma frase bem construída, uma expressão bem escolhida,
e as peças pareciam que começavam a se encaixar.

 

cordel

O texto, que outrora era um oceano imenso de desafios,
hoje é só calmaria, com alguns termos ainda perdidos,
mas que, aos poucos, vão sendo acolhidos no contexto do projeto,
agora quase totalmente compreendido.
Não há mais pressa, nem lamento…
Basta só comemorar.

Os meses passam assim, e mais um ano chega ao seu fim.
Todos celebrando novas esperanças que ainda estão por vir.
O Ano Novo agora bate à porta trazendo novas perspectivas, enfim.
E o tradutor, mesmo assim, permanece em alerta,
pois nunca se sabe quando outro projeto há de surgir…

Novos textos o motivarão a prosseguir sua viagem infinita
rumo a novos desafios e descobertas que permitam
que mais uma etapa da sua jornada seja vencida,
e que ao chegar o término de outro ciclo,
a celebração de mais um Ano Novo seja muito bem-vinda.

Feliz Natal e um excelente 2018 a todos os tradutores!

(Direitos autorais: Ligia Ribeiro)

 

2 thoughts to “Cordel – O conto do tradutor”

Gostaria de ler seu comentário sobre o post.