Dicas para o Congresso da ABRATES

Se for a sua primeira participação no congresso da ABRATES, que ocorrerá de 31 de maio a 2 de junho, em São Paulo, leia as dicas abaixo e aproveite o evento de forma produtiva.

A primeira dica é fazer a Lição de CasaSim, isso deve ser feito antes de se dirigir ao evento. Acesse o site www.abrates.com.br. Lá, você encontrará a programação completa e o perfil de cada palestrante. Se ainda assim ficar indeciso em relação a alguma palestra, fale com o palestrante por meio das redes sociais ou no congresso. Diga que tem interesse em assistir à sua palestra, mas que gostaria de ter mais informações sobre o que será apresentado. Não tenha receio. O palestrante terá o imenso prazer em dar detalhes sobre a própria apresentação. Vai por mim.

Cartão de visita

Não preciso nem dizer que ter um cartão de visita para apresentar a uma agência ou a um colega é de extremo bom tom. Aqui, há duas coisas importantes. Primeiro, ao trocar o cartão com outra pessoa, leia o que está escrito nele. Não há nada mais indelicado do que receber o cartão e guardá-lo de imediato, sem ao menos visualizá-lo. Demonstre consideração pela pessoa. Segundo, não entregue um cartão impresso em papel sulfite. É horrível! Se não dispor de verba para a impressão em uma gráfica, imprima-o em papel couché de gramatura mais espessa para dar firmeza e evitar que amasse com facilidade. E nem preciso dizer que não pode haver erros ortográficos no cartão. Afinal, você é um tradutor ou pretende ser e o controle de qualidade é um dos requisitos básicos nessa profissão.

Aparência e empatia

Pelo menos uma vez na vida, pense que você está indo a um evento importante, no qual haverá agências de tradução e colegas com os quais poderá fazer o networking. Não precisa se vestir para uma festa de gala, no entanto, deixe o tênis sujo, o jeans rasgado, o cabelo desgrenhado ou com a raiz por fazer, as unhas com esmalte descascando e o desleixo em casa. Lembre-se de que a primeira impressão é a que fica. 

Em relação à empatia, saiba que ela é a porta para a aproximação das pessoas. Entre alguém carrancudo e uma pessoa simpática, de quem você se aproximaria? Portanto, seja cordial e agradável. Evite reclamar a todo instante; seja leve e bem-humorado. Conquiste as pessoas e permita ser conquistado por elas.

Apresentação

Saiba se apresentar quando conversar com alguém. Evite discursos longos e explicativos. O jogo é rápido. Fale o seu nome, o que você faz, para os quais idiomas traduz e o seu objetivo principal. Treine a apresentação em casa se achar que sente dificuldade para se expressar. Você tem um minuto para causar uma boa impressão. Use-o a seu favor. E nunca se esqueça do sorriso e da empatia.

Fuja de panelinhas

Você encontrará colegas com os quais se relaciona fora ou dentro de grupos das redes sociais e é claro que desejará conversar com eles; nada mais saudável, no entanto, em um congresso, há MUITAS pessoas interessantes. Por isso, durante os três dias de evento, conheça outros colegas, apresente-se, convide-os para almoçar, mostre interesse pelas atividades que realizam… Esse networking poderá criar uma estreita relação de amizade e até gerar uma parceria em um futuro bem próximo.

Agências

No congresso, haverá agências de tradução. Não perca essa chance. Reserve um tempo e converse com os representantes ou os donos das agências. Aqui, cabe uma lição de casa importantíssima. Hoje mesmo, procure saber quais agências participarão do evento. Provavelmente, essa informação estará no site www.abrates.com.br. Se não constar, fale com alguém da organização. Acesse o site dessas agências e veja com quais áreas e idiomas elas trabalham. Investigue no LinkedIn quem são as pessoas tomadoras de decisão, no caso de uma contratação de serviços. De posse dessas informações, fica muito mais fácil estabelecer uma conversa pessoal durante o congresso.

Ficou interessado em uma agência? Vá até o stand, apresente-se, mencione que acessou o site da empresa e constatou que ela realiza projetos para as mesmas áreas em você atua ou pretende atuar. Isso demonstra que você pesquisou e, cá entre nós, o tradutor é um pesquisador nato. Aproveite e faça o seu marketing pessoal. Apresente o seu cartão de visita e procure saber como realizam o processo de contratação de tradutores freelancers. Do início da conversa até o fim, mantenha sempre a postura profissional, mas de forma agradável. 

Nota: Depois do evento, quando enviar um e-mail ao representante ou ao dono da agência, conforme acordado na conversa, não se esqueça de mencionar que vocês se conheceram no congresso. Isso o ajudará a lembrar rapidamente de você.

 

DICAS FINAIS

Não tenha vergonha, receio nem timidez. Você estará entre colegas de profissão. Alguns, com mais anos de experiência; outros, em início de carreira. Aproveite e converse com as pessoas, sem restrição.

Se quiser falar com um palestrante, vá em frente. Basta perder o medo e se aproximar. Tenha certeza de que ele ficará feliz pelo seu interesse.

Enjoy yourself! Aproveite para aprender, adquirir novos conhecimentos sobre as áreas distintas da tradução ou interpretação, compartilhar informações… mas não deixe de se divertir. Para quem trabalha horas sozinho, essa é a oportunidade certa.

Se você for ao congresso, venha falar comigo. No domingo, 2 de junho, às 9h, na sala Gaivota 3, ministrarei a palestra “As nuances da interpretação na audiodescrição”. Você é meu convidado.

Até lá!

Ligia Ribeiro