Figuras de linguagem: Sintaxe

Figuras de sintaxe

 

As figuras de sintaxe, assim como as de pensamento, de palavras e de som fazem parte das figuras de linguagem. Portanto, haverá mais três posts sequenciais em que falarei mais sobre esse assunto.

O que são figuras de sintaxe?

 

  1. Sintaxe = de modo simples, é a organização das palavras em uma frase ou em um texto; como elas se relacionam entre si. Seguindo as regras de concordância, de regência e de outras particulares da gramática, a sintaxe permite que você, leitor ou leitora, possa entender o significado do que está escrito em um texto.
  2. Figuras de sintaxe = são recursos utilizados na escrita para tornar o seu texto mais expressivo, seja por meio de omissão, de repetição ou de alguma inversão que enfatize o texto.

 

Vejamos algumas figuras de sintaxe:

Anáfora

Repetição de um mesmo vocábulo para enfatizar algum significado dentro da oração. É muito utilizada em textos poéticos.

A paixão o abalou, a paixão o enlouqueceu, a paixão o conduziu àquela atitude inesperada.

 

Assíndeto e Polissíndeto

Assíndeto – Omissão de conjunções coordenativas que ligam as orações.

Ela corria, bailava, saltava, pulava.

Polissíndeto – Repetição de conjunções coordenativas.

Ela corria, e bailava, e saltava, e pulava.

 

Elipse

Omissão de um termo que está subentendido na oração. Esta figura de sintaxe é muito utilizada em legendas, principalmente como forma de reduzir o número de caracteres. A elipse pode ser de sujeito, de verbos, de preposições e de conjunções.

Exemplos:

  • Falei com ele sobre o assunto.  (omissão do sujeito “eu”)
  • Se necessário, peça autorização. (omissão do verbo “ser” > Se for necessário…)
  • Os ladrões entraram, armas em punho. (omissão da preposição “com”)
  • Não fosse pela sua simpatia, não teria conquistado tantos seguidores. (omissão da conjunção “se” > Se não fosse…)

 

Hipérbato

A troca da posição de um ou mais termos na oração.

 Discutiram os mentores sobre a metodologia do curso.

 

Pleonasmo

Repetição de termos já utilizados na oração. É considerado também como um vício de linguagem. Clique no link e leia mais sobre o pleonasmo.

 A viúva do falecido está aguardando a abertura do testamento.

 

Zeugma

Omissão de um termo que já foi mencionado.

 Limparei o quarto; você, a sala. (omissão do verbo “limpar”: você limpará a sala.)

 

Silepse

Esta figura de sintaxe enfatiza a concordância com a ideia transmitida na oração, deixando de lado a concordância com as palavras. Parece complicado, mas veja os exemplos de silepse a seguir:

Silepse de gênero

Quando há discordância entre o gênero masculino e feminino:

  • Rio de Janeiro é linda, apesar da violência. (“linda” concorda com a palavra “cidade”, que está omitida, não com o sujeito “Rio de Janeiro”)

 

Silepse de número

Quando o sujeito está no singular, mas transmite um sentido de coletividade, levando o verbo para o plural:

  • No carnaval, a multidão tomaram conta de uma das principais avenidas de São Paulo.

 

Silepse de pessoa

Quando há discordância entre o sujeito e o verbo. Normalmente, temos uma construção de um sujeito na 3a. pessoa do plural (= eles, elas) com o verbo na 1a. pessoa do plural (nós):

  • Todos ficamos alegres com a notícia do noivado.

 

Veremos mais figuras de linguagem no próximo post. Até lá!

Gostaria de ler seu comentário sobre o post.