Gramática – Regência Verbal Parte I

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O primeiro artigo de gramática que escrevo em 2018 refere-se à regência verbal que, na maior parte das vezes, causa dúvida tanto na escrita como na fala. Dividi o post em duas partes para que o conteúdo não fique muito extenso. Vamos lá!

 

Regência verbal com VERBOS TRANSITIVOS DIRETOS

Primeiro, é importante esclarecer que os verbos transitivos diretos são aqueles sem preposição, ou seja, que não necessitam de um complemento. Vejamos alguns exemplos abaixo:

 

AGRADAR

Este verbo é usado sem preposição quando tem o sentido de mimar, de fazer carinho em alguém:

– A professora agradou o aluno que não parava de chorar.

 

AGRADECER

Quando o objeto direto for não for personificado:

– Ela agradeceu o convite.

 

ASPIRAR

No sentido de cheirar, de sentir o odor de alguma coisa:

– A menina estava aspirando o perfume das rosas do jardim da vizinha quando ela chegou.

 

ASSISTIR

No sentido de prestar socorro, ajudar, dar assistência:

– A enfermeira assistiu o paciente durante toda a sua permanência no hospital.

 

ATENDER

Usado com pessoas:

– O médico atendeu a paciente.

 

COMENTAR

Quando comentamos algo:

– Na reunião, comentaram o aumento dos descontos na folha de pagamento.


NOTA:

Não se usa “comentar sobre” (Errado: “Na reunião, comentaram sobre o aumento…”)

 

COMUNICAR

Quando comunicamos algo:

Comuniquei minha saída do grupo da faculdade.


NOTA:

– O aluno foi comunicado das faltas (frase incorreta). Não se usa o termo “ser comunicado”. Prefira a construção:

– O aluno foi notificado/avisado/informado das faltas.

 

FAVORECER

Quando alguém é favorecido:

– O juiz favoreceu o réu.

 

INFORMAR

Quando fazemos referência a algo:

– O prefeito informou o cancelamento do carnaval aos munícipes.

 

NAMORAR

Ouvimos muito o emprego da preposição “com” em frases com o verbo namorar, como por exemplo:

– Ela namora com meu amigo.

Porém, ela está incorreta. Não se deve usar a preposição “com”. Veja a frase escrita na forma correta:

– Ela namora meu amigo.

 

VISAR

No sentido de assinar, lançar um olhar ou apontar uma arma para algo ou alguém:

– O gerente visou a duplicata.

– Ao som da trombeta, os convidados visaram os noivos na porta da igreja.

– O atirou visou a cabeça do assaltante.

 

Outros verbos transitivos diretos:

  • abandonar, abençoar, aborrecer, abraçar, achar, acompanhar, acolher, acusar, avisar, admirar, adorar, alegrar, ameaçar, amolar, amparar, auxiliar, castigar, comprar, condenar, conhecer, conservar, contrariar, convidar, defender, desculpar, dizer, eleger, estimar, elaborar, entristecer, encontrar, ferir, humilhar, imitar, levar, ouvir, perseguir, prejudicar, prezar, proteger, receber, respeitar, saudar, socorrer, suportar, ter, unir, ver, visitar, etc.

 

No próximo artigo, falaremos sobre a regência verbal com o uso dos verbos transitivos indiretos.

Até lá!

Gostaria de ler seu comentário sobre o post.