Gramática – Uso correto dos verbos “haver” e “fazer”

O post de hoje refere-se ao uso correto dos verbos “haver” e “fazer”.

 

HAVER

1 –  Sentido de existir, ocorrer, acontecer ou tempo decorrido

É impessoal, portanto não se admite sujeito. Sendo invariável, ele é usado somente na terceira pessoa do singular.

pessoas que moram naquela ilha (existem);

dois anos que ele não toma mais bebida alcoólica (tempo decorrido);

Havia meses que não visitava a família (tempo decorrido);

Houve um deslize grande de terra que interditou a rodovia (ocorreu);

Havia muitas crianças naquele bairro (existiam);

Haverá uma recepção após o casamento (acontecerá).

 

2 – Como locução verbal

O verbo “haver” pode aparecer em locuções verbais, em que deverá ser conjugado na terceira pessoa do singular:

Deve haver um jeito de falarmos com o professor antes da prova;

– Os erros que possam ter havido nas traduções não foram levados em conta pela agência;

Deve haver regras para todos os participantes do concurso.

 

3 – Com a função de auxiliar

O verbo “haver” na função de auxiliar, sinônimo do verbo “ter”, deve ser conjugado conforme o sujeito:

– Ele havia mencionado que chegaria cedo;

– Meus pais haviam dito que viajaríamos à Europa ainda este ano.

 

4 – Com a função de verbo pessoal

Mesmo o uso não sendo tão frequente, com o sentido de obter, considerar, alcançar e conseguir o verbo “haver” assume a concordância com o sujeito:

– Os professores houveram do Congresso aumento do salário (obtiveram);

– Nós a havemos por uma pessoa de bem (consideramos).

 

Nota importante

O verbo “haver” não deve ser utilizado em tempo futuro ou com referência à distância:

– Só os veremos daqui a uma semana (não há uma semana);

– A cachoeira se encontra a cem metros (não há cem metros).

 

FAZER

 

1 – Com sentido de “executar”, o verbo “fazer” concorda com o sujeito:

– (Nós) Fizemos um bolo para comemorar seu aniversário;

– Ele faz todo o tipo de pintura.

 

2 – Com indicação de tempo, o verbo “fazer” torna-se impessoal e, portanto, invariável:

Faz um ano que não o vejo;

Fazia dois meses que trabalhava naquela empresa e já havia sido promovida.

 

Podemos reescrever as frases acima com o verbo “haver”:

um ano não o vejo;

dois meses trabalhava naquela empresa e já havia sido promovida.

 

3 – Locução verbal com os verbos “dever” e “ir”, no sentido de tempo:

Deve fazer oito horas que tomou o remédio;

Vai fazer seis meses que iniciou o curso de inglês.

Gostaria de ler seu comentário sobre o post.