Superação

superar

Nós nos emocionamos ao sabermos que pessoas com necessidades especiais superam seus limites físicos, como a ausência de um membro vital ou a constatação de algum tipo de paralisia, e praticam esportes. Sempre nos emocionamos quando vemos cidadãos de baixa renda que vivem em condições precárias superando suas dificuldades socioeconômicas e ingressando em universidades, conseguindo um bom emprego e até mesmo abrindo um negócio próprio. E o que dizer daqueles que enfrentam os preconceitos que ainda teimam em existir em nossa sociedade, mas que superam a blasfêmia, a discriminação e até os ataques físicos para continuar vivendo conforme suas convicções?

 

Como seres humanos, enfrentamos e transpomos obstáculos todos os dias. Quem já não teve que superar o medo da primeira entrevista de emprego ou do primeiro dia de aula? Ou o frio intenso, a chuva torrencial, a fila imensa e as horas intermináveis à espera de um ônibus ou de um trem para ir e voltar do trabalho? E quanto ao descaso e até à agressão verbal ou física de alunos que não estão interessados pelas aulas que os professores dedicaram horas para elaborá-las? E o que dizer do (a) tradutor (a) que supera as dores musculares, os olhos embaçados, as noites mal dormidas, as inúmeras horas passadas diante de um computador para que um projeto seja entregue no prazo combinado? E quanto à superação do receio e da insegurança da prospecção de um novo cliente, ou da tristeza e do rancor causados pela perda de outro?…

 

Superando a mágoa, a raiva e a inconformidade ao ler comentários maldosos ou irônicos de algum post que divulgamos em redes sociais, e que nos exige uma busca interior pelo equilíbrio emocional para que possamos virar a página e não pensar mais no assunto.

 

Superando o oposto, aquele momento de êxtase da conquista de um emprego, de um projeto, de um namorado, de todas as coisas maravilhosas que conseguimos em nossa vida e que nos transforma em balões de hélio, para que depois da euforia possamos retornar ao normal e seguirmos em busca de novos desafios.

 

A superação não está somente ligada a defeitos físicos, à incapacidade automotora ou ao preconceito. Ela refere-se a cada obstáculo que enfrentamos no momento em que abrimos os olhos, após o descanso merecido.

 

Superar a dor da mãe ao ver seu filho chorar quando toma vacina, superar o tremor e o suor das mãos do palestrante diante de uma plateia que espera avidamente pelo o que será exposto, superar o desconforto e a apreensão do intérprete ao traduzir um discurso quase inaudível ou incompreensível, superar a raiva diante de um trabalho perdido por não tê-lo salvo antes da pane do computador, superar a decepção de ter perdido um cliente que optou por um terceiro para realizar seu projeto…

 

Superar, superar, superar…

 

A superação é o que nos dá a certeza de que somos fortes, determinados, corajosos e prontos a enfrentar o que a vida nos apresenta. É por meio dos obstáculos que transpomos no nosso dia a dia que podemos mensurar nossas conquistas, avaliar os percalços, levantar após uma possível queda e tomar fôlego e coragem para seguir nosso caminho rumo ao sucesso.

 

Uma ótima semana a todos!

 

 

 

Gostaria de ler seu comentário sobre o post.