Ter ou não ter um blogue? Eis a questão!

Participo de alguns grupos, em redes sociais, e já vi vários questionamentos sobre a criação de um blogue. Ter ou não ter um blogue? Para quem tem interesse no assunto, eis o que penso!

Se você tem o desejo de criar o seu próprio blogue, responda primeiro a seguinte pergunta:

 

Qual é o seu objetivo principal?

Por que pergunto isso? Porque é a partir dessa pergunta que você desenvolverá o conteúdo do seu blogue. Você pode criar um blogue para vender os seus produtos ou serviços e captar clientes, contar sobre as suas viagens pelo mundo afora e levar entretenimento aos leitores, divulgar cursos e conseguir alunos, publicar receitas e compartilhar o seu conhecimento e as suas experiências culinárias, escrever artigos direcionados a áreas específicas e obter a atenção de profissionais dessas áreas, elaborar um diário eletrônico e transformá-lo em um divã, e muitas outras finalidades.

Por exemplo, você deseja criar um blogue para divulgar as suas habilidades culinárias, incluindo receitas, fotos, eventos em que foi o Top Chef, etc. Perfeito. Mas qual é o propósito? Você almeja um emprego em algum restaurante e quer mostrar a sua habilidade em preparar pratos sofisticados? Você pretende abrir um buffet e quer mostrar o seu portfólio aos seus futuros clientes em potencial? Você pretende realizar cursos de gastronomia e quer que os seus alunos obtenham informações sobre eles? Ou você só quer divulgar aos amigos o seu hobby de fim de semana?

Quem é o seu público-alvo?

Perceba que a pergunta está relacionada à anterior. Quem você quer que acesse e leia o conteúdo do seu blogue? A partir daí você já pode começar a pensar na linguagem e no tom de informalidade ou formalidade que utilizará na criação do blogue, além do que será incluído em suas páginas.  Seja um público genérico ou específico, é importante prestar atenção à escrita evitando erros e redigindo os textos e todo o conteúdo com clareza e concisão. Um blogue bem escrito já é o primeiro passo.

 

O que incluir no seu blogue?

Isso dependerá do seu objetivo. Você pode incluir:

– imagens referentes aos assuntos a serem abordados;

– vídeos contendo uma breve apresentação ou de marketing pessoal/profissional com foco no seu objetivo;

– links para outros sites incluindo perfis em redes sociais e/ou profissionais;

– informações de contato;

– informações sobre eventos da sua área de atuação, sobre cursos, etc.;

– artigos escritos por você ou por pessoas convidadas;

– portfólio de produtos e/ou serviços;

– entrevistas realizadas; e

– outros itens interessantes e que julgar adequados ao seu objetivo principal.

 

Itens importantes:

 

Atualização dos plugins

Atualize os plugins sempre que houver avisos no painel de configuração do seu blogue. É importante mantê-los atualizados para o seu bom funcionamento.

Backup

Faça sempre o backup do site. Já imaginou se acontece um imprevisto e você perde todo o conteúdo do blogue? Existem plugins específicos para isso. Você encontrará dicas no YouTube.

Layout

Deixe o seu blogue bonito, bem elaborado, com o layout clean e com as informações nítidas e visíveis. Nada de colocar letras minúsculas similares aos comerciais na TV sobre a venda de veículos, por exemplo, que você não consegue ler. O seu blogue tem que ser atrativo e atraente.

 

Links

Teste todos os links do seu blogue e se certifique de que todos funcionem perfeitamente. Nada pior do que clicar em um link e ele o direcionar para uma página de erro ou em branco.

 

Praticidade

Crie um blogue prático, de fácil navegação. Evite incluir uma lista extensa de submenus, com links de ida sem volta certa. Sabe aqueles links que o direcionam para mais links sucessivamente e, no fim das contas, você já não sabe em que lugar está? Pois bem, pense em reduzir essa viagem aos cafundós para um tour rápido e objetivo, com fácil acesso às informações.

 

Segurança

Proteja o conteúdo do seu site. Quando incluir artigos seus ou de outras pessoas convidadas, bloqueie o acesso do conteúdo por meio de plugins específicos. Há pessoas que são desonestas e que plagiam, ou seja, utilizam o famoso CTRL+C e CTRL+V e copiam textos sem a autorização do autor. O nome disso é plágio. Explicando melhor, plágio significa assinar ou copiar uma obra ou até mesmo partes dela e publicar como se fosse da pessoa que cometeu esse ato. De repente, você se depara com parte do texto que você criou publicado em um artigo de outra pessoa, sem a sua autorização e sem a menção da fonte ou da sua autoria e, ainda pior, como se fosse o terceiro que tivesse escrito o texto. Por isso, bloqueie o acesso e sempre que escrever algum artigo ou publicar uma postagem de outra pessoa no seu blogue, peça autorização e inclua os direitos autorais: o nome e a fonte. Além disso, faça uma cópia desse material como prova da sua origem.

 

Manutenção do conteúdo

Será que adianta você criar um blogue, se entusiasmar e depois de um tempo jogá-lo ao vento, a seu bel-prazer, ou esquecido em algum canto, sem atualizá-lo? Aposto que já acessou alguns blogues e notou que os últimos artigos ou posts datavam de anos atrás, por exemplo. Qual foi a sua sensação? Tenho certeza de que você não gostou e de que perdeu o interesse em acessá-los novamente. E isso pode acontecer também com o seu blogue. Procure mantê-lo sempre atualizado e “operante”.

 

 

Em suma, é normal que queira atingir um grande número possível de leitores. No início, os seus amigos, colegas de redes sociais, curiosos e muitas outras pessoas o acessarão após o seu convite. Mas certamente esse interesse diminuirá se o seu blogue não continuar a manter a receptividade, a boa apresentação, as novidades e todos os ingredientes da fase inicial, a que os motivou a acessar o seu blogue pela primeira vez.

Com base nessas orientações e dicas simples, eu pergunto se vale a pena ter ou não ter um blogue?! Eis aí a questão que só poderá ser respondida por você. Avalie o seu objetivo e siga em frente.

Sucesso sempre!

Autora: Ligia Ribeiro

 

Gostaria de ler seu comentário sobre o post.