Testes de tradução para agências

Dando continuidade ao post anterior sobre o recebimento do primeiro projeto de tradução, neste artigo abordaremos alguns detalhes referentes aos testes que as agências podem solicitar aos tradutores, com o intuito de avaliar suas habilidades.

 

Quando o (a) tradutor (a) contata uma agência, é normal, porém não uma regra, que ele (a) receba um teste referente à área de sua especialização. Por exemplo, se o (a) tradutor (a) mencionou em seu currículo ou portfólio que possui experiência na área médica, a agência poderá lhe enviar um trecho de um estudo clínico, ou de uma bula de remédio, ou de um relatório de pesquisa, ou de qualquer outra documentação relacionada à referida área.  Se o (a) tradutor (a) possui mais de uma especialização, a agência poderá lhe enviar alguns materiais referentes aos respectivos segmentos em que o (a) tradutor (a) atua ou até mesmo um texto livre, de assuntos gerais.

 

A agência lhe enviou um texto para ser traduzido. Veja algumas dicas do que fazer após receber o material:

 

VOLUME

Avalie o documento enviado. Normalmente, para um teste, o número de palavras varia entre 300 e 500, mas esse cálculo não é uma regra, depende da agência. O mais importante aqui é deixar claro que se o (a) tradutor (a) receber um texto com 2.000 palavras, por exemplo, é preciso ter cautela. Todo esse cuidado é importante, pois uma agência pode usar de má fé e distribuir partes do documento entre vários tradutores que estão realizando testes, justamente para não ter que arcar com o custo total dessa tradução. Apesar de parecer impossível, isso pode ocorrer. Claro que as agências conhecidas e conceituadas no mercado não se prestarão a tal procedimento, mas é sempre bom ficar atento (a).

Outra forma de avaliar a idoneidade de uma agência é por meio de consultas a canais específicos, por exemplo, o Blueboard do Proz.com ou o site PaymentPractises.net (ambos pagos), ou até mesmo as redes sociais, obtendo feedback de colegas que já trabalharam com a agência.

 

CONTEXTO GERAL 

Ao receber o texto, leia-o antes de iniciar a tradução. É preciso entender o que está escrito e qual é o contexto geral. Avalie as palavras-chave do documento para se inteirar do assunto. Se você não souber do que se trata, como realizará a tradução de modo eficaz e como buscará materiais de apoio apropriados?

 

MATERIAL DE APOIO

Procure, e já deixe à mão, dicionários dos idiomas de partida e de chegada (monolíngues e bilíngues), dicionários específicos da área, seja em papel ou eletrônico, ou qualquer outro material que você possa consultar rapidamente. O wikipedia é uma boa opção para a busca de terminologias específicas, mas lembre-se de sempre validar os termos. Abaixo, alguns links do Corpus , outra boa opção para consulta. Basta clicar no link para acessá-los.

Corpus inglês americano

Corpus Inglês britânico

Corpus português

Corpus espanhol

 

CAT TOOL

Se estiver aprendendo a utilizar uma CAT Tool, esse é o melhor momento para praticar. O mais comum para um teste é que a agência lhe envie documentos em Word, podendo ser um texto simples, com tabulações e marcações, ou até em formato de tabela, neste caso para que você inclua a tradução na coluna à direita, por exemplo. Algumas agências nem pedem que você utilize uma CAT Tool, mas por que não aproveitar o teste e praticar? Se tiver dúvidas quanto à operacionalidade da CAT Tool, anote e procure saná-las depois com colegas, por meio de cursos ou buscando informações na internet. Se puder, use-a.

 

ENTREGA

Normalmente, a agência menciona que não há pressa quanto à entrega do teste. Um dos motivos é que, em virtude do volume de trabalho interno, o feedback, se houver (explicarei mais abaixo), não será dado de forma tão rápida. Portanto, faça o teste com calma e com atenção redobrada. Quando terminar a tradução, passe o corretor ortográfico, leia em voz alta, enfim, revise o texto. Se estiver usando uma CAT Tool, veja se o formato final é o mesmo do texto de partida, o texto que a agência lhe entregou.

Tudo pronto, deixe de lado e não envie o material. Hã? Sim. Siga meu conselho. Feche o arquivo e faça uma pausa para “limpar” a mente. No dia seguinte, de preferência, ou horas após o término da tradução, caso seja necessário o envio no mesmo dia, releia o arquivo final que está pronto para ser entregue. É quase certo que acabará encontrando um errinho ou até mesmo alterando algum vocábulo para melhor adequação ao contexto. Isso é perfeitamente normal.

 

FEEDBACK

Tradução realizada – done; revisão final – done; arquivo anexado ao e-mail que enviará à agência – done; envio do e-mail – done; retorno da agência com o resultado do teste – não tão done. Como assim? Infelizmente, nem sempre você receberá o feedback da agência. Há controvérsias quanto a esse assunto, mas posso lhe adiantar que esse procedimento é real. Minha sugestão é que você espere de 15 a 20 dias e se não tiver recebido um retorno da agência, entre em contato com quem lhe enviou o teste. Não tenha receio. Fale que você gostaria de obter o retorno. Eu mesma já testei esse procedimento e deu resultado.

 

RESULTADO

Com relação ao resultado, geralmente a agência lhe enviará um e-mail com o texto que você traduziu, incluindo as marcações de revisão. Outro conselho: não se assuste caso haja muitas alterações. Leia os comentários e veja as mudanças que foram feitas. A princípio, você poderá achar que algumas delas foram desnecessárias, por exemplo, trocar “aumento de preço” por “elevação de preço”, mas pense que esse pode ser um padrão de terminologia usado pela agência e também pelo cliente. Se você foi bem no teste, a agência lhe encaminhará um e-mail com instruções internas e até mesmo um contrato de confidencialidade. A partir desse momento, você já começará a receber projetos de tradução referentes às áreas que mencionou em seu currículo.

Por outro lado, se o resultado não foi o que você esperava, não desanime. Lembre-se de que esse é o momento certo para ganhar experiência, avaliar seu desempenho e listar o que precisa ser feito para melhorar suas habilidades tradutórias na área específica. Mais testes virão e você se sentirá mais confiante. Há muitas outras agências no mercado, principalmente no exterior, para as quais você poderá realizar mais testes e, com certeza, futuros projetos. Siga em frente e tenha muito sucesso!

2 thoughts to “Testes de tradução para agências”

    1. Oi, Gio. Não sei por qual motivo seu comentário entrou no meu spam. Só o vi hoje. De qualquer forma, o Lídio entrou em contato comigo e já foi publicado. Obrigada.

Gostaria de ler seu comentário sobre o post.